Metas para nossa organização crescer

tecnologia no recrutamento e seleção
4 minutos para ler

Estabelecer objetivos, metas para alcançar resultados é primordial. Precisamos ser assim para a administração das nossas organizações.

Quando colocamos isso em prática e na nossa mente, o cotidiano ganha novos contornos e conseguimos mudar muitas relações.

Podemos não saber, mas existe um método chamado OKR. Ele é um sistema de definição de metas que o Google e outras empresas utilizam. É uma abordagem simples para criar alinhamento e engajamento em torno de metas que podem ser mensuráveis.

Para aplicação nas nossas organizações, são necessárias mudanças culturais na gestão das empresas, que precisam ser implementadas de forma gradual, porque não acontecem da noite para o dia.

Em entrevista ao site da Associação Brasileira de Automação, Pedro Signorelli, especialista e insider na implementação de OKR, da Pragmática Consultoria em Gestão, esclareceu algumas dúvidas. Ele afirma que um planejamento baseado em OKRs permitirá a avaliação constante de resultados e de objetivos em ciclos mais curtos. E em contextos de volatilidade maior, como o atual, permite fazer adaptações que vão nos levar ao sucesso.

“Momentos de crise costumam ser um ‘balde cheio’ de oportunidades para rever estratégias e processos que não funcionam mais como, por exemplo, passar meses definindo metas que, na metade do percurso, não farão mais sentido, pois o cenário mudou totalmente. É aí que entra a aplicação da
metodologia”, explica Signorelli.

E para que esse método tenha sucesso, há cinco princípios: transparência, ciclos curtos, bidirecional, disciplina e ambição.

O primeiro ponto mostra que precisamos saber quais são os objetivos da empresa para todos remarem na mesma direção. As mensagens precisam ser claras e assertivas para o time.

Os ciclos precisam ser curtos para serem atingidos em períodos curtos, podendo ser revisitados e ajustados. Além disso, outro fator é que necessita ser bidirecional, com todos os colaboradores participando no processo de construção de metas.

Verificamos a necessidade de disciplina para que os OKRs sejam colocados em prática e haja o acompanhamento das metas. E para essas metas, elas precisam ser ambiciosas, para visar a transformação do negócio.

“A gestão por OKR é cada vez mais uma opção acertada na administração nos tempos atuais, seja pela natural rapidez com que as coisas mudam, acelerada pelas novas tecnologias, que abrem novas possibilidades constantemente em todos os segmentos e, não tem como não citar, pela pandemia, que vem impondo ajustes constantes nos planos de negócios”, conclui Pedro Signorelli.

Quem é Pedro Signorelli?

Pedro Signorelli é fundador da Pragmática Consultoria em Gestão. Através da sua empresa, seu propósito é ajudar a transformar a estratégia de médio e longo prazo de uma organização em objetivos de negócio concretos de curto prazo, com o objetivo de maximizar os resultados, alinhando e engajando todos no processo.

Signorelli esteve Gerente de Gestão, Projetos e Processos – Transformation Office da Nextel Brasil, Project Manager/Gerente de Projetos da Siemens. Ele esteve palestrante ao longo do evento Ciclo de planejamento.

Foi líder da maior e mais rápida implementação de OKRs das Américas. Signorelli chegou a ser responsável por um portfólio de mais de 2 bilhões de reais em projetos dentro de um dos maiores turnaround de empresas nos últimos anos. Tem mais de 20 anos de experiência em gestão e execução de estratégia e projetos.

Pedro Signorelli é formado em Engenharia Eletrônica pela Universidade de São Paulo (USP) e tem MBA pela FIA.

Vamos receber o Pedro Signorelli, na nossa 4ª temporada do People Talent On, no dia 28 de setembro, às 19h, ao vivo, no nosso canal no YouTube. Estaremos conversando sobre esse método e toda a experiência dele.


ASSISTA AO VIVO: https://youtu.be/1fzRMZ4EH8M


Esperamos você lá!

Você também pode gostar
-