Evolução na pandemia: 5 anos em 6 meses

6 minutos para ler

 

Diante da crise mundial, resultante da pandemia, as empresas se viram obrigadas a se reinventar e buscar métodos inovadores para sua permanência no mercado.

A forma como as estratégias serão planejadas, juntamente com as ferramentas disponíveis, contribuirão para a eficiência dos processos a fim de minimizar os impactos sobre as empresas. 

A rápida disseminação do vírus não permitiu ninguém se prevenir para tal ocasião, o que gerou incertezas, instabilidades de ordem econômica e emocional no mundo.

É necessário que todos sejam receptivos às novas ideias. 

E as organizações, juntamente com os seus colaboradores, devem estar atentas aos seus consumidores, as suas necessidades e expectativas.

 

A Evolução das organizações na pandemia

A crise gera mudanças, tanto para a empresa quanto para os que estão ao seu entorno, impactando diretamente em suas rotinas, que por sua vez, gera uma necessidade maior de transformação.

Segundo Albert Einstein, físico e entusiasta dos direitos humanos:

A crise é a melhor benção que pode ocorrer com as pessoas e países, porque a crise traz progressos. A criatividade nasce da angústia, como o dia nasce da noite escura. É na crise que nascem as invenções, os descobrimentos e as grandes estratégias”.

A crise trouxe consigo a necessidade de uma reforma nos métodos e procedimentos internos das empresas, e a incentivou a melhorias, o que propiciou um terreno fértil para a inovação, sendo este o principal ingrediente para combater à crise.

A adoção de novos hábitos e o senso de planejamento para auxiliar na gestão, tornam-se prioritárias nas organizações.

 

Impactos nas áreas do mercado

Segundo dados levantados pelo Ministério da Economia do Governo Federal (Set/20), alguns dos setores mais afetados pela pandemia da Covid-19 no Brasil foram os serviços de alimentação, atividades artísticas, educação privada, transporte público urbano e transporte aéreo.

E para que os mesmos pudessem continuar trabalhando, sem perder o seu funcionamento, tiveram que se adaptar da melhor forma possível e rapidamente.

Como, por exemplo, na área da educação. A forma de ensino precisou ser reinventada, tendo que encontrar novas maneiras dos professores darem aula, adotando o ensino à distância e ajustando os métodos de avaliação.

No varejo e logística, a evolução ocorreu dentro do comércio online, com novos meios para funcionamento de fábrica e gerenciamento de estoque, além de inovações nas opções de entrega de produtos.

Na saúde, novas tecnologias tiveram de ser pensadas para atender a crescente demanda, além do avanço tecnológico com a aquisição de maquinários como respiradores e pesquisas foram realizadas para o desenvolvimento de novas vacinas. 

 

Gestão de pessoas como ferramenta estratégica 

Para o futuro, economicamente falando, o cenário previsto ainda é de recessão.

Empresas devem entender que a humanização agora é o principal foco da comunicação e bom convívio entre os colaboradores. Empatia e transparência que antes não eram tão trabalhadas internamente, agora são pontos cruciais a serem tratados.

A área da gestão de pessoas precisa desenvolver práticas inovadoras para deixar os funcionários mais seguros, motivados e engajados, mesmo com a crise existente.

A integração do time é, e sempre foi, muito importante para que os profissionais consigam seguir conectados durante toda a sua jornada de trabalho.

Sabendo disso, empresas estão investindo cada vez mais na aquisição de especialistas em recursos humanos, que ganhou uma visibilidade maior neste momento de grandes emoções.

Estes profissionais, quase sempre ligados à consultorias e gestão de processos, geralmente estão conectados e utilizam a tecnologia.

Somados aos seus anos de experiências, estes profissionais podem apresentar soluções criativas que auxiliam na indicação de estratégias, tornando a empresa mais estável e competitiva. 

 

Evolução na pandemia – 5 anos em 6 meses

As empresas deram passos positivos nesse momento em relação à crise, viabilizando a transformação digital de uma maneira ágil em praticamente 100% de suas áreas. 

Investimentos em tecnologia, foco nos canais de atendimento, serviços online e logística, são alguns dos fatores que fizeram a diferença para vencer nesse cenário. 

Muitos destes recursos foram alocados para implantação de setores de pesquisa e desenvolvimento, até porque são eles que avaliam as necessidades presentes e futuras, tornando-se uma área extremamente necessária nesse aceleramento digital.

Com isso, é possível entender que ocorreram mudanças positivas no modo de viver e conviver, na área pessoal e profissional, nas relações de trabalho e nas formas de contratação.

Segundo Renato Meirelles, sócio fundador e presidente do Instituto Locomotiva, na  reportagem veiculada pela revista Isto É (Jun/20), “é possível retirar alguns cortes otimistas da pandemia”, e afirma: “Há uma aceleração digital. Viveremos em cinco meses o que levaríamos cinco anos”.

E vejam só: Na mesma reportagem citada acima, é possível entender que a pandemia possibilitou a explosão do e-commerce no Brasil, que foi uma das maneiras que as empresas encontraram para se manterem competindo no mercado.

Segundo dados da Abcomm, a partir de uma reportagem veiculada pela Isto É (Mai/20), o aumento médio no número de empresas que aderiram ao comércio eletrônico foi de 400%.

Eram 10 mil empresas no início de março, logo após o decreto de isolamento social passaram para 50 mil. 

O commerce em 2020 já é 48% maior no Brasil do que no mesmo período em 2019. 

 

Tomada de decisões na pandemia

Com todo o desenvolvimento acelerado da tecnologia em meio a uma pandemia, podemos ressaltar que resultou no impulsionamento do avanço tecnológico e fez muitas organizações reconsiderarem suas rotinas obsoletas muito mais rápido que o imaginado.

Com isso, ocorreu o fomento da inovação, que auxiliou na resolução de problemas futuros, trouxe alívio nas frustrações cotidianas e ensinou a muitas pessoas a gerenciar os impasses iminentes.

 

Para saber mais sobre como podemos ajudar a sua organização e oferecer metodologias e ferramentas digitais para a atração e seleção de candidatos, entre em contato conosco e vamos conversar!

Você também pode gostar

Deixe uma resposta

-