No geral, é comum falarmos sobre processos em torno do recrutamento e seleção de candidatos na empresa, não é mesmo? Mas existem alguns passos anteriores a esse momento a que devemos dar atenção. Um deles é o planejamento da contratação de funcionários.

Pois é, planejamento faz parte da rotina de qualquer organização, mas não é difícil ver empresas que pensam em contratação apenas na hora em que uma vaga aparece — seja por demanda extra, seja por saída de colaboradores.

Por isso, neste post, mostramos como sua corporação pode e deve se planejar para a contratação de funcionários. Continue a leitura e saiba mais!

Por que é importante planejar o crescimento da empresa?

Elaborar um planejamento estratégico é um dos primeiros passos de uma empresa. Se ela deseja crescer, esse planejamento deve ser acompanhado de perto, e todas as metas devem estar bem definidas.

Afinal, é a partir dessa estratégia traçada que gestores e equipe podem entender qual é a missão e a visão da organização e qual é a trajetória a ser seguida para o sucesso, incluindo objetivos de curto, médio e longo prazo.

Nesse sentido, torna-se fundamental que a contratação de funcionários esteja incluída nesse plano de negócios. Isso vai ser estratégico para a empresa expandir seu alcance e produzir mais.

O erro que muitas corporações acabam cometendo é o de pensar na aquisição de talentos apenas quando o profissional já deveria estar devidamente adaptado e trabalhando para o alcance de resultados. Ou seja, todo o tempo de triagem de currículos, de entrevistas e de treinamento e experiência acaba sendo ignorado. Esse atraso gera custos e ainda impede ganhos. Por isso a importância de um planejamento sólido.

Caso isso seja um desafio para você, ainda é possível contar com uma consultoria para planejar a melhor forma e o momento mais adequado de recrutar novos talentos.

Como acompanhar as demandas e saber quando contratar?

Já vimos que uma das principais necessidades relacionadas à contratação de funcionários é a inclusão desse momento no planejamento estratégico. Mas ainda existem outras formas de perceber o momento certo de encontrar novos talentos. Acompanhe abaixo!

Manter contato com os gestores

Gestores precisam estar sempre atentos às necessidades da equipe e aos índices de satisfação de seus colaboradores. Então, para o RH, é crucial manter um contato próximo com os gestores da empresa.

Isso acontece justamente porque eles vão apontar lacunas que precisam ser preenchidas para melhorar a produtividade e também identificar possíveis colaboradores insatisfeitos que podem pedir um desligamento em breve.

Observar necessidades que surgem

O mercado corporativo está em constante mudança, e a necessidade de adaptação é latente. Não é possível que a empresa fique alheia às novas tendências. Por vezes, isso inclui a contratação de funcionários para áreas novas e específicas.

Como algumas mudanças são imprevisíveis, pode acontecer de algumas necessidades não constarem no planejamento. Assim sendo, é preciso revê-lo e garantir que ele seja atualizado periodicamente.

Usar dados de forma estratégica

Coletar e analisar dados para tomar decisões e criar estratégias é uma das tendências mercadológicas nos últimos anos. O protagonismo do big data tem se mostrado em diferentes segmentos e na área de recursos humanos, ele também é extremamente relevante.

 É claro que dados por si só não se fazem úteis sem a interpretação adequada, e para isso algumas ferramentas são essenciais. Uma delas é o people analytics, que torna possível para a equipe de gestão de RH analisar comportamentos, criar arquétipos, simular situações e prever alguns cenários dentro da própria empresa.

Ter à mão softwares de gestão de dados é estratégico para gestores que querem ter uma visão panorâmica de presente e futuro em sua organização, antecipando mudanças e tendo autonomia para tomar decisões.

Conhecer as métricas de rotatividade

Assim como você pode usar a tecnologia para recrutar, também deve usá-la no acompanhamento de indicadores. As métricas fazem parte do dia a dia corporativo, e é com o auxílio delas que o RH pode ter uma visão panorâmica da taxa de rotatividade na empresa.

Apesar de ser importante reduzir essa taxa — fator que veremos à frente —, acompanhá-la permite ter ideia de quantos colaboradores costumam deixar a organização anualmente e, com isso, planejar a contratação de funcionários.

Como alinhar as necessidades ao orçamento corporativo?

É claro que toda empresa tem um orçamento anual que direciona as decisões, incluindo a contratação de funcionários. Em vista disso, é preciso traçar estratégias em torno do recrutamento para que esses recursos não sejam desperdiçados.

A seguir, vamos ver duas ações interessantes que devem ser tomadas pelos executivos da empresa em parceria com o RH.

Fazer planejamento anual incluindo novas contratações

Novamente vamos falar de planejamento. Como vimos, ele é essencial para o bom funcionamento de uma organização que está com foco em resultados e crescimento.

Sendo assim, é preciso que parte dos recursos sejam reservados desde o início do ano, quando se define o planejamento financeiro, para a contratação de funcionários.

Nesse momento, devem ser consideradas tanto admissões para novas vagas que serão abertas para crescimento da empresa quanto contratações de profissionais recrutados para preencher lacunas deixadas por desligamentos.

Trabalhar para reduzir custos de rotatividade

Se sua organização está querendo crescer, é preciso reduzir despesas desnecessárias ao máximo.

Um desses custos que precisa ser eliminado é o gerado pela rotatividade de funcionários. Esse é um índice que pode ser reduzido com ações que melhorem o engajamento da sua equipe e, principalmente, com contratações mais acertadas. Por isso a importância de não deixar um processo de seleção para última hora.

É importante saber por que seus funcionários pedem demissão e, a partir disso, trabalhar formas de reter talentos e contratar profissionais alinhados com a cultura da empresa.

O ideal é que processos de recrutamento sejam realizados sempre com tempo e estratégia e não de forma emergencial. Essa questão vai influenciar a eficácia das contratações e ainda permitir que sua empresa tenha a pessoa certa no momento certo para gerar resultados de crescimento.

Investir no planejamento da contratação de funcionários é fundamental para a corporação que deseja crescer de forma saudável e com uma equipe de talentos sólida. Por isso, comece hoje mesmo a rever a forma como sua empresa contrata profissionais.

Se você quer entender ainda mais sobre a contratação de funcionários e o universo corporativo, assine nossa newsletter e receba conteúdos de qualidade diretamente na sua caixa de entrada